Projeto quer estimular futuros cientistas em Foz

Nesta quarta-feira (16/08) iniciou o Projeto Escola de Ciências Uniamérica, que atenderá durante o semestre cerca de 100 estudantes de escolas da rede pública de Foz do Iguaçu, com objetivo de integrar alunos em uma formação teórica e prática em diversas áreas de ciências, inseridos no ambiente acadêmico.

Essa iniciação científica quer estimular o pensamento crítico dos participantes, desenvolvendo suas potencialidades, por meio de oficinas e atividades experimentativas em metodologias inovadoras de aprendizagem, dando melhores oportunidades para que esses tenham contato direto com produções científicas e tecnológicas, para instigar a formação de futuros cientistas.

Professora Adriane Guerino, uma das coordenadoras do projeto, a Escola de Ciências Uniamérica busca integrar os estudantes do ensino médio à educação superior. “Queremos, além de auxiliá-los na escolha da profissão, já antecipar o acesso desses alunos no ambiente acadêmico. Além de familiarizá-los com graduandos, profissionais e professores universitários. O objetivo é estimular o desenvolvimento de projetos científicos, tecnológicos e inovadores nas áreas de Biologia, Química, Física e Tecnologia promovendo a importância da pesquisa e difusão do conhecimento através de projetos em ciência e tecnologia”, ressalta.

Os alunos participantes do programa já foram selecionados, indicados pelas escolas que frequentam. As atividades serão realizadas 2 vezes por mês (às quartas-feiras), das 14h às 17h, no Campus Boulevard, onde os alunos terão acesso à toda estrutura da Uniamérica, usufruindo de laboratórios, biblioteca física e virtual, Núcleo de Engenharias e salas de aulas com metodologias ativas como qualquer acadêmico, para utilizar de ferramentas de aprendizagem e produção de projetos de alta tecnologias e aplicações totalmente práticas, em um espaço de qualidade que talvez não tenham esse acesso nas escolas públicas.

Segundo um dos coordenadores do projeto, o Professor Oswaldo Barbosa Loureda, essa iniciativa “visa trazer para os alunos do Ensino Médio da rede pública uma oportunidade única de aproximação com a faculdade, por meio de uma série de atividades experimentais lúdicas, de forma a complementar o ensino tradicional, assim como visa introduzir esses alunos ao mundo da pesquisa científica por meio de mentoria para o desenvolvimento de projetos inovadores”, comenta ele.

As oficinas são direcionadas apenas para de estudantes do 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas, o aluno deve ter recomendação de bom desempenho e frequência escolar regular, para continuar participando do programa. As atividades serão monitoradas pelos professores da Faculdade Uniamérica, com ampla experiência no mercado de trabalho e constante atualização, também por acadêmicos dos cursos de Ciências Biológicas e das áreas de Engenharias.

Além de estimular o ingresso desses participantes na educação superior, o projeto busca também dar informações necessárias para que esses estudantes escolham as áreas profissionais com mais consciência. Por fim, contribuindo também para o desenvolvimento regional, estimulando a interação entre comunidade escolar e educação superior, oferecendo soluções efetivas de transformação social e o desenvolvimento individual desses futuros cientistas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>