MBA franco-brasileiro pretende movimentar capital intelectual da Tríplice Fronteira

MBA franco-brasileiro pretende movimentar capital intelectual da Tríplice Fronteira

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) – por meio do Laboratório Cidades e Territórios em transição para Sustentabilidade (LabCidades) – em parceria com a Itaipu Binacional, a UniAmérica – Centro Universitário e as instituições francesas Université Paris-Est-Marne-la-Vallée (UPEM), UniLaSalle Terre & Sciences e a Ensa Nantes Architecture, estão desenvolvendo um curso de pós-graduação visando o fortalecimento do capital intelectual do Brasil, Paraguai e Argentina voltado para o desenvolvimento territorial sustentável.

Na última semana, representantes dos três países reuniram-se durante a “Oficina de identificação de cases e encomendantes para o MBA SUSCITER Trinacional – Gestão Sustentável do Território Urbano Trinacional”, na qual os participantes puderem discorrer sobre diferentes problemáticas da região e relacioná-las às temáticas que serão abordadas pela formação: Serviços urbanos sustentáveis; Mobilidade e projetos urbanos sustentáveis; Riscos urbanos e resiliência territorial; Novas cidadanias urbanas; Biodiversidade: desafios para os espaçosurbanos – rurais – naturais; Culturas urbanas: chaves para atratividade turística e residencial sustentáveis.

De acordo com a gerente do LabCidades, Adriana Brandt, a formação é resultado do trabalho em sustentabilidade urbana que o PTI e os parceiros franceses vem desenvolvendo desde 2017 no oeste paranaense, uma vez que “foi constatado o sucesso e a abertura local para discutir o tema”.

Ainda segundo a gerente, ampliar a área de abrangência para a região trinacional, onde vivem cerca de um milhão de pessoas, é bastante estratégica levando em consideração a lógica de desenvolvimento prevista para os próximos anos, como a construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, ligando Foz do Iguaçu a Presidente Franco, e demais projetos de grande impacto para o território.

“O que estamos propondo é uma especialização de alto nível – reconhecida como Master in Business Administration (MBA) pela Uniamérica – com metodologia ativa pautada em encomendas do território para que, desta forma, sejam entregues produtos úteis para a região e desenvolvidas competências chaves para a sustentabilidade”, explicou Adriana.

 

Gestão sustentável do território trinacional

 

O MBA SUSCITER 2019 – 2020 “Gestão sustentável do território trinacional”, terá duração de 500 horas/aula, presenciais em forma de 6 ateliers-projetos (de 80 horas cada um), ao final, deverá ser entregue um Trabalho de Conclusão de Curso no formato de artigo.

O corpo docente será formado por profissionais renomados principalmente do Brasil e França, mas também do Paraguai e Argentina. Já a turma deverá ser composta por integrantes designados por prefeituras, conselhos de desenvolvimento, associações comerciais e outras instituições públicas e privadas. Para isso, serão analisados indivíduos que atendam a um perfil de protagonismo, comprometimento com o território, multiplicador e que seja profissional de carreira ou pertença ao quadro estável da empresa.

 

Parceria de longa data

Há mais de 30 anos o Paraná possui parceria com a França no campo acadêmico do planejamento urbano. A atuação consiste no fortalecimento do capital intelectual da região através da implementação de pedagogias para desenvolver competências; compartilhamento e capitalização de conhecimentos; pesquisas focadas na região – respondendo aos desafios locais; desenvolvimento de projetos concretos a partir de dificuldades reais das cidades e atores chaves do território; além da articulação entre pessoas, governos, universidades e iniciativa privada.

Só no Paraná, já foram certificados mais de 600 profissionais em programas de formação franco-brasileiros, desde 1999.

“A história de contribuição entre os dois países é muito rica pois ela se baseia na aprendizagem mútua”, destacou representante dos parceiros franceses no LabCidades, Claudia Enrech.

Dando sequência aos trabalhos desenvolvidos no Estado, o PTI atua em conjunto com as universidades da França desde 2017. Entre os resultados do trabalho está a formação profissional de alto nível “Sustentabilidade do Território Urbano do Oeste do Paraná – STUOP”, da qual participaram 32 atores táticos do território, 15 dos quais seguiram para o MBA Susciter, a ser concluído neste semestre.

“Para nós europeus é muito interessante trabalhar sobre as situações do Paraná, especialmente a região trinacional e suas peculiaridades. Para os profissionais é importante conhecer outros tipos de visões, métodos e formas de pensar o desenvolvimento urbano e o ensino que vem se transformando ao longo dos anos”, explicou Claudia.

 

LabCidades

 

O Laboratório Cidades e Territórios em transição para Sustentabilidade, (LabCidades), criado pelo PTI e pela Itaipu Binacional, tem como objetivo apoiar o fortalecimento das regiões Oeste e Trinacional para que se tornem mais atrativas de se viver, trabalhar e investir, atuando com foco em cidades voltadas para os cidadãos, que devem ser sustentáveis, inteligentes e seguras.

As temáticas trabalhadas na pós-graduação do LabCidades se pautam nos 5 P’s do desenvolvimento sustentável: Prosperidade, Pessoas, Planeta, Parcerias e Planeta.

Por: Assessoria Parque Tecnológico Itaipu