NOVOS MÉTODOS DE APRENDIZAGEM

A Uniamérica está passando por significativas transformações, dentre elas, a implantação de metodologias de aprendizagem semelhantes às utilizadas nas  melhores Universidades do mundo, que têm como base os seguintes princípios:

O mundo mudou e a forma como se ensina a aprender também. A nova proposta de aprendizagem da Uniamérica rompe com o paradigma de que a “teoria vem primeiro e a prática depois”. No novo método, os alunos iniciam a prática desde o primeiro dia de aula,  desafiados por problemas reais da profissão, aplicando seus conhecimentos e habilidades. Os conteúdos trabalhados pelos alunos são os mesmos que eles enfrentarão depois de formados.

O Modelo Educacional praticado na Uniamérica

Matriz Curricular estruturada com base nas competências técnicas e comportamentais necessárias à formação integral do estudante (pessoal e profissional), sem a tradicional divisão por disciplinas.

Atividades em sala focadas em elementos colaborativos, desafios práticos e problemas reais, colocando o estudante como protagonista do aprendizado, sem as tradicionais aulas expositivas.

Salas de aula diferenciadas, construídas com base nas metodologias ativas de aprendizagem, que favorecem o trabalho em grupo; a participação do professor como orientador e preceptor, além da integração com a prática laboratorial e projetos sustentados em problemas reais.

Ensino do idioma inglês inserido na matriz curricular para que o estudante alcance fluência verbal em, no máximo, quatro semestres.

tabletAcesso a tablets, notebooks, plataforma virtual e uma biblioteca on-line com mais de 5 mil livros estão à disposição dos alunos a qualquer hora.

Vídeos e textos que fazem parte da nova experiência de aprendizagem são cuidadosamente preparados para que o aluno possa complementar seus estudos em casa, de forma prática e ágil. Além disso, o aprendizado da língua inglesa é parte do currículo obrigatório, o que significa dizer que todos os alunos, independente da área do seu curso, se formam bilíngues, com certificação reconhecida mundialmente.

Active Learning Classroom

Sala de aula colaborativa, onde os alunos participam de atividades em grupo e de estudos individuais com mais flexibilidade e dinamismo.

Blended Learning

Além de participar das atividades em sala todos os dias, o estudante pode acessar todo o conteúdo do seu curso de forma online, para estudar onde quiser e na hora conveniente.

Mobile Learning

Conteúdo disponível em todos os dispositivos móveis.

Crowdlearning

Método de aprendizagem colaborativa para resolução de problemas, a partir de projetos estruturados sobre situações reais.

preceptorias

Durante todo o curso, o estudante é acompanhado por um professor/preceptor que será responsável por garantir que o aprendizado efetivo ocorra e também guiá-lo na aquisição das competências necessárias para se tornar um excelente profissional.

Para o Estudante, o preceptor será um guia, um orientador, um conselheiro e um amigo, que o ajudará a percorrer os caminhos de uma graduação superior da forma possível.

nova-matriz-curricular

Mais do que um novo modelo de ensino-aprendizagem, a Uniamérica inova em uma série de outros quesitos, implementando uma matriz curricular estruturada por competências, não mais por disciplinas e define as atividades em sala de aula utilizando inúmeras metodologias ativas e não apenas aulas expositivas.

dinâmica-profissional-em-sala

Atividades em sala de aula com a participação de profissionais convidados, além do professor e de monitores, enriquecendo a experiência de aprender, tornando a aula mais dinâmica, mais participativa e menos expositiva, tentando transformar a sala em um ambiente de trabalho similar ao que o estudante irá encontrar depois de formado.

A proposta inovadora em curso na Uniamérica

Se assenta nos seguintes elementos metodológicos e epistemológicos:

Integração entre teoria e prática (teática)

Contextualizando e dando significado ao aprendizado, iniciando sempre o processo cognitivo pelo componente da prática, através de desafios, problemas ou questões norteadoras/provocadoras.

Aprendizagem baseada em Competências e para o Domínio

Subvertendo a lógica curricular disciplinar e linear, fortemente focada no conteúdo (just-in-case), caminhando para uma lógica curricular organizada, a partir da aplicabilidade do conhecimento, da performance e do desempenho (just-in-time). A aprendizagem para o domínio consolida o modelo de competências a partir de processos avaliativos, que demonstrem que o educando possui, ou não, determinada competência, direcionando os esforços para que ele adquira, em definitivo, todas as competências estabelecidas no projeto do curso.

Visão Empreendedora

A iniciativa e proatividade para ampliar a visão meramente acadêmica das atividades da faculdade, permitindo uma integração total com o mundo real e do trabalho, dando significado e pragmaticidade ao que é realizado no campus.

Movimento Maker

Também conhecido como cultura maker, que institucionaliza o aprender a fazer, fazendo. Para tal intento, a Aprendizagem Baseada em Projetos – ABPr -, tem se consolidado como a melhor metodologia para o desenvolvimento destas competências.

Estudo e Aprendizado Independente

Construindo autonomia no educando e desenvolvendo sua competência de autodidatismo. Para tal, a metodologia utilizada é o flipped classroom (uma derivação do blended learning), que permite ao educando criar um hábito de estudo continuado e progressivo.

Preceptoria/Mentoria

Estratégia central no modelo educacional da Uniamérica, focada no acompanhamento individual dos educandos, visando uma formação integral, envolvendo os componentes cognitivos e não-cognitivos (socioemocionais) da formação.

Temas transversais

Comuns a todos os cursos da instituição, com foco no desenvolvimento das principais competências necessárias à integração do estudante com o mundo do trabalho e com a vida.

Os principais temas transversais trabalhados são: projeto de vida; técnicas de estudo; pensamento crítico; raciocínio lógico; ética; valores evolutivos universais; empreendedorismo; habilidades socioemocionais; educação financeira; princípios de gestão, democracia pura e inteligência evolutiva.