METODOLOGIAS ATIVAS DE APRENDIZAGEM

A UniAmérica passa por significativas transformações, a partir de implementações de metodologias inovadoras de aprendizagem, aproximando-se das  melhores Universidades do mundo, baseada em princípios éticos e humanitários.

O mundo mudou e a forma como se aprende evoluiu com intensidade e rapidez. A nova proposta de aprendizagem da UniAmérica rompe com o paradigma de que a “teoria vem primeiro e a prática depois”.  A metodologia estimula os aprendentes a vivência prática desde o primeiro dia de aula, desafiando-os com problemas reais da profissão, oportunizando  aplicabilidade dos conhecimentos e habilidades. As experiências trabalhadas pelos aprendentes são os mesmos que enfrentarão no exercício profissional.

O Modelo Educacional praticado na Uniamérica

Matriz Curricular estruturada com base nas competências técnicas, comportamentais, pessoais e profissionais requeridas à formação integral do aprendente sem a tradicional divisão disciplinar.

Atividades em sala focadas em elementos colaborativos, desafios práticos e problemas reais, colocando o aprendente como protagonista do aprendizado, eliminando-se as tradicionais aulas expositivas, embora ocorram explicações e contextualizações na produção de conhecimento.

Salas de aula diferenciadas, construídas fora aplicação das metodologias ativas de aprendizagem, favorecendo o trabalho em grupo; a participação do docente como mediador, orientador e preceptor, além da integração com a prática laboratorial e projetos sustentados em demandas reais encaminhadas pela comunidade.

Ensino do idioma inglês inserido na matriz curricular para que o aprendente alcance fluência verbal.

tabletAcesso a tablets, notebooks, plataforma virtual e uma biblioteca on-line com mais de 5 títulos disponíveis aos aprendentes a qualquer hora.

Vídeos e textos que fazem parte da nova experiência de aprendizagem são cuidadosamente preparados para que o aprendente possa complemente seus estudos em casa, de forma prática e ágil. A aprendizagem torna-se mais efetiva e significativa, na medida em que o aprendente aprende fazendo.

Active Learning Classroom

Sala de aula colaborativa, no qual aprendentes participam de atividades em grupo e de estudos individuais com mais flexibilidade e dinamismo.

Blended Learning

Além de participar das atividades em sala todos os dias, o aprendente acessa o conteúdo do seu curso de forma online, para estudar em qualquer horário e local.

Mobile Learning

Conteúdo disponível em todos os dispositivos móveis, de fácil acesso.

Crowdlearning

Metodologia de aprendizagem colaborativa para resolução de problemas, a partir de projetos estruturados em demandas e situações reais.

preceptorias

Durante o curso, o aprendente é acompanhado por um docente/preceptor para se tornar um profissional reconhecido pela vivência prática.

Para o aprendente, o preceptor será um guia, um orientador, um conselheiro e um amigo, que o ajudará a percorrer os caminhos de uma graduação superior da forma possível.

nova-matriz-curricular

Mais do que um novo modelo de aprendizagem, a Uniamérica inova em uma série de outros quesitos, implementando uma matriz curricular estruturada por competências, não mais por disciplinas e define as atividades em sala de aula utilizando inúmeras metodologias ativas e não aulas expositivas.

dinâmica-profissional-em-sala

Atividades em sala de aula com a participação de profissionais convidados, além do professor e de monitores, enriquecendo a experiência de aprender, tornando a aula mais dinâmica, mais participativa e menos expositiva, transformando-a em um ambiente de trabalho similar ao que o aprendente encontrará no exercício profissional.

A proposta inovadora em curso na Uniamérica

Se assenta nos seguintes elementos metodológicos e epistemológicos:

Integração entre teoria e prática (teática)

Contextualizando e dando significado ao aprendizado, iniciando sempre o processo cognitivo pelo componente da prática, através de desafios, problemas ou questões norteadoras/provocadoras.

Aprendizagem baseada em Competências e para o Domínio

Subvertendo a lógica curricular disciplinar e linear, fortemente focada no conteúdo (just-in-case), caminhando para uma lógica curricular organizada, a partir da aplicabilidade do conhecimento, da performance e do desempenho (just-in-time). A aprendizagem para o domínio consolida o modelo de competências a partir de processos avaliativos, que demonstrem que o educando possui, ou não, determinada competência, direcionando os esforços para que ele adquira, em definitivo, todas as competências estabelecidas no projeto do curso.

Visão Empreendedora

A iniciativa e proatividade para ampliar a visão meramente acadêmica das atividades da faculdade, permitindo uma integração total com o mundo real e do trabalho, dando significado e pragmaticidade ao que é realizado no campus.

Movimento Maker

Também conhecido como cultura maker, que institucionaliza o aprender a fazer, fazendo. Para tal intento, a Aprendizagem Baseada em Projetos – ABPr -, tem se consolidado como a melhor metodologia para o desenvolvimento destas competências.

Estudo e Aprendizado Independente

Construindo autonomia no educando e desenvolvendo sua competência de autodidatismo. Para tal, a metodologia utilizada é o flipped classroom (uma derivação do blended learning), que permite ao educando criar um hábito de estudo continuado e progressivo.

Preceptoria/Mentoria

Estratégia central no modelo educacional da Uniamérica, focada no acompanhamento individual dos educandos, visando uma formação integral, envolvendo os componentes cognitivos e não-cognitivos (socioemocionais) da formação.

Seção

Seção vazia. Edite a página para adicionar conteúdo aqui.

Temas transversais

Comuns a todos os cursos da instituição, com foco no desenvolvimento das principais competências necessárias à integração do aprendente com o mundo do trabalho e com a vida.

Os principais temas transversais trabalhados são: projeto de vida; técnicas de estudo; pensamento crítico; raciocínio lógico; ética; valores evolutivos e universais; empreendedorismo; habilidades socioemocionais; educação financeira; princípios de gestão, democracia pura e inteligência evolutiva.