Primeiro curso de Engenharia Aeroespacial do Estado

A Uniamérica é a primeira instituição de ensino superior do Estado e a primeira Faculdade privada do País a oferecer graduação em Engenharia Aeroespacial. A instituição recebeu a visita dos Engenheiros Avaliadores do MEC – Ministério da Educação, tendo sido avaliada com nota 4 (o conceito é de 1 a 5) e agora aguarda a publicação da Portaria no Diário Oficial da União para iniciar seu processo seletivo. O curso terá início em fevereiro de 2018.

Atualmente, apenas seis instituições brasileiras oferecem a formação, que prepara o aluno tanto para atuar em grandes projetos de fabricação de foguetes, veículos lançadores, rouvers e satélites, como para a indústria de ponta, na construção de drones e aeronaves não tripuladas, por exemplo. O Engenheiro Aeroespacial possui uma sólida formação em propulsão, aerodinâmica, eletrônica e telecomunicações, térmica, estruturas, engenharia de sistemas, gestão de projetos e mecânica orbital.

Para o coordenador do curso, Prof. Dr. Oswaldo Barbosa Loureda, doutor em Engenharia Aeroespacial pelo ITA – Instituto Tecnológico da Aeronáutica, a graduação vai atrair estudantes de todo o País e será referência para a região.  “Estruturamos um currículo forte e vamos fazer parcerias com empresas nacionais e internacionais, de modo que o egresso possa escolher onde trabalhar”.

O coordenador destaca que a associação de um curso de perfil transdisciplinar com a metodologia ativa da Uniamérica, pela qual do aluno aprende na prática desde o primeiro semestre, vai favorecer significativamente os egressos. Segundo ele, os alunos de cursos de vários dos cursos de engenharia aeroespacial oferecidos no País são especialistas em cálculos, mas aprendem poucas coisas práticas. “O fato de a Uniamérica trabalhar com projetos integradores desde o começo garante o diferencial da prática. Nossos alunos vão sair maduros para o mercado, sabendo usar um software de modelamento e habilitado para construir máquinas”, afirma Oswaldo.

O egresso do curso de engenharia aeroespacial tem mercado garantido a indústria de ponta. Dentre os vários usos práticos da tecnologia desenvolvida na área, as ferramentas elaboradas para o computador de foguete são usadas para minerar bitcoin, por exemplo.

O diretor-presidente da Uniamérica, Ryon Braga, ressalta que a oferta da nova graduação reforça as diretrizes que norteiam a faculdade. “O curso de engenharia aeroespacial se insere na proposição da Uniamérica, que ao adotar estrutura curricular inovadora, com priorização da prática, assume papel de vanguarda na educação brasileira e no desenvolvimento da região das três fronteiras”, afirma.

O curso de engenharia aeroespacial terá atividades em período integral – manhã e tarde – e terá ingresso via processo seletivo com base na nota do ENEM. As datas do processo seletivo serão divulgadas a partir de novembro próximo.

Sobre a Uniamérica: A Faculdade Uniamérica adota o método de aprendizagem ativa, pelo qual o aluno é protagonista de seu desenvolvimento acadêmico, profissional e pessoal. Desse modo, desde o primeiro semestre os estudantes participam de projetos integradores, desenvolvendo ações concretas que contribuem para o desenvolvimento da região. A instituição oferece cursos de graduação, pós-graduação, cursos independentes de extensão para acadêmicos e profissionais já formados, além de escolas de iniciação científica e cursos de idiomas.

]

4 Comentários

  • Nossa sou apaixonado por engenharia aeroespacial desde 2016, tenho certeza que isso erá o que faltava na minha vida kkkkk, quanto que custa e eu posso fazer sem ter o Enem? Ah e eu também não tenho uma boa situação financeira…[ /\ ]

    Gabriel Gregório Reply
    • Olá Gabriel, ficamos muito felizes em poder realizar o seu sonho de ser um Engenheiro Aeroespacial. Teremos o prazer em passar mais informações sobre o processo seletivo que inicia na próxima segunda (22/01). Você já pode fazer a sua pré-inscrição (http://uniamerica.br/hotsites/2017/engenharia-aeroespacial/) e aguardar que nossa central de atendimento entrará em contato para te passar todas as informações.

      Graciele Reply
  • A UFABC oferece o curso desde 2008 e o ITA desde 2010. Tem a Univap também. Acho que não é a primeira, hein.

    Matheus Reply
    • Olá Matheus, agradecemos a sua participação e interesse sobre a Uniamérica. Informamos que a UFABC é uma universidade federal, o ITA é uma universidade pública ligada à Aeronáutica, já a Univap (única privada citada por você) oferece o curso de Engenharia Aeronáutica e Espaço, que habilita profissionais a atuarem em projetos de aviões, helicópteros e naves espaciais, especialmente ligada à engenharia mecânica. Já Engenharia Aeroespacial é mais complexa, pois forma engenheiros especialistas em grandes projetos de fabricação de foguetes, veículos lançadores, rouvers e satélites, como para a indústria de ponta, na construção de drones e aeronaves não tripuladas. Não lidando apenas com aeronaves, mas também com todo o contexto de vôos e tecnologias que operam fora da atmosfera da Terra. Qualquer dúvida estamos a disposição para esclarecimentos. E mais uma vez obrigada por sua interação com o nosso site.

      Graciele Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *